NETWORK WELLNESS: uma rede integrada de comportamentos e estilos de vida capazes de diminuir a Inflamação e melhorar o estado de Saúde e Bem-estar

Nunca antes surgiu a necessidade de adoptar comportamentos saudáveis e preventivos nas nossas vidas, para que possamos enfrentar melhor as agressões internas e externas que estão a minar a nossa saúde e o nosso bem-estar psico-físico. O stress constante a que estamos sujeitos alimenta incessantemente o estado inflamatório dos nossos sistemas vitais. Falo hoje com o Professor Sergio Pecorelli, Académico, Investigador, Professor de Ginecologia e Obstetrícia, antigo Magnífico Reitor da Universidade de Brescia.

GA: Professor Sergio Pecorelli, há anos que estuda a relação entre a inflamação e o desenvolvimento de doenças crónicas, o que é exactamente a inflamação?

SP: A inflamação é caracterizada por uma série de reacções bioquímicas e metabólicas que ocorrem nos tecidos, quando não somos capazes de responder adequadamente a estímulos anormais. Segue-se que a inflamação conduz a funções imunitárias deficientes. Muitas vezes a presença de um estado inflamatório contínuo no nosso orga¬nismo gera o desenvolvimento de doenças que podem tornar-se crónicas. Normalmente a causa é devida a uma carga excessiva de toxinas, stress oxidativo, mas também a uma reacção excessiva do sistema ao stress.

GA: De que depende a inflamação?

SP: Essencialmente o ambiente em que vivemos e os nossos comportamentos e estilos de vida. Para compreender isto temos de voltar ao conceito de medicina, que hoje é identificado como uma rede, Network Medicine, que consiste em 3 níveis interligados. O primeiro nível é o nível MOLECULAR ou metabolismo, onde encontramos todos os tecidos e células que os constituem ligados por uma rede metabólica. No Nível II encontramos todos os sistemas biológicos. Ao nível III, encontramos os indivíduos com todas as suas ligações sociais. Ou seja, o MEIO AMBIENTE. No ambiente há as relações com os outros, o nosso trabalho, colegas, família, amigos, as nossas paixões, música, desporto, o que comemos, bebemos e respiramos, etc. Neste sistema de rede tudo está ligado, cada uma das doenças está ligada a outras doenças a ela associadas e a todos os outros níveis. E o ambiente desempenha um papel fundamental na Saúde e Bem-estar. Por exemplo, a interacção entre os genes e o ambiente tem o grande potencial de identificar formas de prevenir ou reduzir o risco de doença. Como o ambiente age sobre o genoma, é muito claro que os comportamentos afectam os processos inflamatórios.

GA: Então os comportamentos e estilos de vida que adoptamos podem ter uma influência decisiva na nossa saúde e bem-estar?

SP: Não só o nosso mas também o das gerações futuras, se forem adoptados por mulheres grávidas. Existem sistemas para reduzir a inflamação que são absolutamente simples e acessíveis a todos. É uma rede integrada de comportamentos e estilos de vida para a qual cunhei o termo NETWORK WELLNESS para parafrasear NETWORK MEDICINE, é uma espécie de Prescrição de Bem-Estar:

  • Exercício
  • Assumir uma nutrição adequada
  • Abolir o tabaco, o álcool e as drogas
  • Cuidar do seu corpo e da sua imagem
  • Ouvir música a 432 Hz
  • Dormir o suficiente
  • Respeitar o relógio biológico
  • Cultivem as vossas paixões
  • Meditação, yoga, massagem anti-stress
  • Usando Aromaterapia
  • Flutuante, Sauna ou Banho de Vapor

Seria suficiente incorporar estes factores na nossa vida quotidiana e já teríamos feito metade do trabalho para o nosso bem-estar e o dos nossos filhos. Esquecemo-nos frequentemente disto, mas seguir um estilo de vida correcto é a chave para combater muitas doenças e para contrariar o envelhecimento prematuro do nosso organismo. O BEM-ESTAR EM REDE é um dos sistemas anti-inflamatórios mais eficazes que conhecemos.

GA: Porque é que o exercício também é tão importante para o cérebro?

SP: Através do movimento físico estimulamos uma parte do cérebro a produzir substâncias, chamadas factores cerebrais (FBDN), que por sua vez estimulam uma área do cérebro, o Hipocampo, onde a neurogénese, a formação de novas células nervosas, tem lugar em qualquer idade. Caminhar não só estimula o hipocampo, que não só gera novas células nervosas como também melhora a memória e as propriedades cognitivas, mas também miofibrilas, pequenas áreas dos nossos músculos, que põem em circulação substâncias que estimulam o crescimento dos vasos sanguíneos. Nos adultos, atravessam a “barreira” e chegam ao cérebro, gerando novos vasos para apoiar a formação de novas células. Mesmo durante a gravidez chegam ao feto e servirão o seu neurodesenvolvimento, que começará nesta fase. Uma caminhada rápida todos os dias durante um mínimo de 30 minutos e um máximo de 60 minutos seria suficiente para proporcionar benefícios ao nosso corpo, mesmo a mulheres grávidas, cujo feto beneficiaria tanto em termos de melhoria da neurogénese como da vascularização cerebral, com uma menor taxa de defeitos cardíacos congénitos e uma melhor adaptação do ritmo cardíaco após o nascimento.

GA: Pode ouvir música ou tocar um instrumento musical afectar o estado inflamatório?

SP: A própria música está no nosso ADN ancestral, é capaz de criar sinergias cerebrais muito importantes, para estimular a memória e especialmente as capacidades cognitivas dos indivíduos. Tocar um instrumento musical de cordas como um piano, violino ou guitarra durante pelo menos 1 ano até à idade de 15 anos será menos susceptível de causar demência ou perda de memória. Isto é espantoso! Como ouvir música tocada com instrumentos afinados a 432 Hz. Por exemplo, música de Mozart ou Pink Floyd.

GA: Professor, isto é espantoso! Faz-nos compreender o quanto a escolha das nossas rlações, actividades, paixões são determinantes para o estado da nossa saúde psicofísica e mostra-nos que muito depende de nós, da nossa vontade e da nossa responsabilidade social, dado o impacto que a doença tem na saúde e no sistema económico. Devem ser as instituições responsáveis pela formação que se encarregam da educação para a saúde e o bem-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.